5 passos para começar a investir em imóveis

21 Fevereiro 2022 | Atualizado em 12 Maio 2022
Por Redação imobles

Corretor mostrando imóvel para clientes

Antes de investir em terrenos, salas comerciais, casas ou apartamentos, uma sequência de fatores relacionados ao setor imobiliário e sua vida pessoal devem ser colocados em pauta, para que você possa investir em imóveis de forma segura e rentável.

Por isso, a partir da consideração de pontos fundamentais e um passo a passo prático de planejamento, você aprende como começar a fazer seus próprios investimentos em imóveis!

Portanto, que tal começar essa jornada em busca da rentabilidade imobiliária pela leitura do nosso artigo? Pode ficar à vontade, aqui a casa já é sua!

Vale a pena investir em imóveis?

A grande maioria dos investimentos imobiliários apresentam potencial de escalabilidade, afinal, constituem patrimônio, valorizam com o tempo e ainda podem ser utilizados como multiplicadores de renda.

Diferente de outros ativos, os imóveis costumam sofrer com a desvalorização, pelo contrário, tendem a superar pelo menos a inflação durante os anos.

Além disso, quando comparado ao mercado financeiro, o setor de imóveis costuma ser mais resiliente e apresentar mais solidez durante uma crise e instabilidade econômica, se colocando como um investimento mais seguro.

Porém, vale considerar que o mercado imobiliário apresenta pouca liquidez quando comparado à bolsa de valores, por exemplo, sendo difícil negociar com urgência parte ou todo o patrimônio caso seja necessário.

Investir em imóveis para alugar vale a pena?

O investimento em imóveis visando o aluguel é uma modalidade de investimento muito comum para quem quer rentabilizar seu capital a longo prazo, sem correr riscos.

Então a resposta é que sim, vale a pena investir em imóveis quando você consegue atingir o equilíbrio entre o investimento inicial feito pelo imóvel e os rendimentos provenientes do seu aluguel mês a mês. Para isso é preciso garantir que haja demanda pela locação do apartamento e também um valor sustentável a ser cobrado pelo aluguel da propriedade.

Nesse ponto, tenha em mente que a localização do imóvel é bastante importante se o seu objetivo é rentabilizá-lo, inclusive, esse ponto também reflete no tempo de retorno do seu investimento. Afinal de contas, uma propriedade com boa localização costuma ter inquilinos de modo contínuo, fazendo com que o índice de vacância (desocupação do imóvel) seja pequeno.

Por isso, se você está pensando em investir em um imóvel residencial, escolha uma propriedade perto de boas escolas, universidades, farmácias, supermercados, bancos e hospitais.

Já se o seu foco são peças comerciais, aposte em imóveis no centro da cidade ou situados em lugares que possuem potencial de crescimento.

Como começar a investir em imóveis?

Preparamos um passo a passo para você começar com o pé direito sua jornada com seus ativos imobiliários. Confira!

1 - Conheça seu perfil de investidor

Sente, pense e, se possível, anote quais são os seus objetivos ao comprar um imóvel. Aqui não existe resposta errada, apenas o que é melhor para você, sua família e seus objetivos patrimoniais e financeiros.

Quer morar perto do trabalho, em um bairro mais seguro, perto da escola das crianças, comprar seu primeiro apartamento ou fazer um investimento de longo prazo que valorize gradualmente e possa te proporcionar uma renda passiva durante os anos?

Seja para aumentar a família ou viver de aluguel na aposentadoria, seu objetivo deve ser explícito, já que é ele que vai definir o perfil do imóvel a ser comprado.

2 - Analise o mercado imobiliário

Será que essa é a melhor hora de investir em imóveis? As taxas imobiliárias são favoráveis? O mercado está suficientemente aquecido?

Tente responder perguntas desse gênero antes de empregar seu dinheiro, afinal, pode ser que você precise de um financiamento imobiliário para efetuar a compra ou, como no caso de um imóvel na planta, seja necessário negociar com uma construtora, estando à mercê da inflação dessa área também.

Avalie, sobretudo, o desempenho da taxa Selic (taxa básica de juros da economia brasileira) e também do INCC (Índice Nacional de Custo de Construção), principal indicador da inflação da construção civil, antes de bater o martelo e fechar o negócio.

Além disso, indicamos que você dê uma olhadinha no nosso conteúdo sobre os ciclos de valorização imobiliária: nele você vai conhecer mais de perto os movimentos deste mercado, e pode se preparar para aproveitar todas as oportunidades dos períodos de alta.

Ilustração ciclos de valorização imobiliára

3 - Selecione o tipo de investimento

Antes de investir em qualquer apartamento que pareça uma boa opção no momento, perceba que existem vários tipos de investimento dentro do ramo imobiliário.

Isso porque, dependendo do seu objetivo e também da sua realidade financeira, um tipo de investimento imobiliário pode ser mais indicado para você do que outro, sabe? Por isso, conheça todas suas opções e, em seguida, selecione o tipo de aplicação mais adequada para o seu perfil.

a) Terreno

Comprar um terreno também é uma forma de investir em um imóvel, mesmo que não imediatamente. Nesse caso, o investidor ganha tempo para se organizar financeiramente e construir a propriedade em um momento mais oportuno.

Ou, ainda, o investimento pode dobrar de valor em alguns anos, ser vendido e, assim, se tornar capital para adquirir de fato a casa dos seus sonhos.

b) Imóvel na planta

Comprar um imóvel na planta é uma das formas mais tradicionais de investir em um apartamento, pois a obra ainda está na etapa inicial, podendo ser comprada por valores mais acessíveis do que um imóvel pronto, por exemplo.

Nessa situação, a negociação do patrimônio é feita diretamente com a construtora e, no momento da entrega das chaves, a quitação do imóvel pode ser realizada através de um financiamento imobiliário, portanto ficar atento às taxas de juros e fazer uma simulação de financiamento imobiliário são medidas que podem te ajudar a se preparar para esse momento.

Assim como na compra de um terreno, comprando um apê na planta você ganha tempo para se organizar financeiramente enquanto a obra é construída. Nesses casos, a melhor opção sempre é dar uma boa entrada, diminuindo o valor das parcelas mensais e a incidência de juros sobre o valor total da compra.

c) Imóvel usado

Outra forma de apoiar seu capital no setor imobiliário é adquirindo um imóvel usado. Aqui, caso você esteja disposto a passar o pente-fino em suas opções, um bom negócio pode estar virando a esquina.

Isso porque os preços são ajustados à realidade do imóvel e, em algumas situações, à realidade do seu proprietário. Em função disso, os valores praticados são geralmente menores quando comparados aos valores praticados na compra de uma casa nova.

Mas, atenção: não se esqueça de observar o estado de conservação do imóvel, colocando na ponta do lápis possíveis custos adicionais com reformas, manutenções. Assim, depois de todas as considerações e especialmente de uma visita ao imóvel, a decisão pode ser tomada.

d) Imóvel comercial

Seja para montar uma loja física ou alugar para terceiros, ter uma sala comercial estrategicamente localizada pode garantir ao proprietário uma renda confortável durante toda sua vida. Por sinal, até mesmo uma propriedade usada pode se tornar um centro comercial badalado.

Imagine só: o proprietário de uma casa antiga, situada em uma rua movimentada ou no centro da cidade, decide vendê-la por conta do movimento ou barulho excessivo. Pois bem, essa situação pode representar uma bela oportunidade de negócio!

4 - Escolha a localização do imóvel

A próxima etapa é analisar e escolher a localização do seu novo investimento. Para esse fim, tenha em mente o objetivo traçado no passo de número 1, uma vez que a escolha da localização do imóvel deve ser totalmente alinhada ao seu propósito de compra.

Dessa forma, se a meta é melhorar sua qualidade de vida, seu apartamento deve estar localizado em um bairro seguro, perto do seu trabalho, da escola de seus filhos e quem sabe até dentro de um condomínio que oferece uma área de lazer completa.

Agora se o objetivo é fazer uso da propriedade para multiplicar sua renda, seja no aluguel de uma sala comercial ou na valorização desse patrimônio, a estratégia de localização deve ser um pouco diferente.

Nesse caso, é necessário priorizar os arredores desse imóvel, se ele está localizado no centro comercial da cidade, perto de bancos, farmácias, hospitais, restaurantes, shoppings e universidades.

5 - Consulte profissionais e sites especializados

Entrar em contato com profissionais da área, agendar visitas presenciais aos imóveis considerados, conversar com pessoas que residem no condomínio ou bairro escolhido e consultar sites especializados no assunto também faz parte do processo de investir bem.

A imobles, por exemplo, tem como objetivo encontrar o imóvel perfeito para você, com um consultor de compra dedicado e materiais exclusivos para você comparar opções e entender como aproveitar as melhores oportunidades de compra. 

Quando é o momento de investir em imóveis?

Para saber se essa é a hora certa para investir em um imóvel, analise de perto sua saúde financeira e o mercado imobiliário atual.

Reveja suas prioridades, conheça seu poder de compra, examine seu orçamento e tenha em mente seus objetivos pessoais e profissionais de longo prazo, se tem plano de mudar de cidade, aumentar a família ou sair do aluguel o mais rápido possível.

Depois de considerar seu momento de vida atual e rever seus planos futuros, olhe com cuidado para o mercado imobiliário. Estude seus ciclos e não deixe de considerar as taxas de juros e inflação vigentes no momento da compra.

Como ganhar dinheiro investindo em imóveis?

Há duas formas de ganhar dinheiro investindo em imóveis: por meio do seu aluguel e através da valorização do imóvel.

Em ambos os casos, é preciso analisar o perfil do mesmo (região, bairro, preço) e a demanda na localização do empreendimento. Afinal, estes são fatores que refletem diretamente na valorização e ocupação do imóvel durante os anos.

Por isso, dê preferência a lugares seguros e propriedades mais novas. Um bairro muito perigoso ou um prédio sem acessibilidade, por exemplo, pode acabar desvalorizando e, consequentemente, prejudicando seu investimento.

Agora que você conferiu nosso passo a passo de como investir em imóveis e nossas dicas pertinentes sobre o assunto, é hora de começar a busca pelo imóvel ideal, que mais combina com você e seu objetivo de investimento.

Deixe seu comentário ou dúvida

Artigos relacionados

Encontre o apartamento ideal hoje mesmo. Ajudamos você!

Chame um consultor agora ou agende uma ligação.