Meu primeiro apartamento: o que saber antes de comprar

13 Abril 2022 | Atualizado em 14 Abril 2022
Por Redação imobles

duas mulheres felizes com seu primeiro apartamento pintando a parede

“Como comprar meu primeiro apartamento” é uma pergunta persistente e que precisa ser respondida quando o assunto é sair do aluguel e, finalmente, adquirir oprimeiro imóvel.

Acontece que para comprar o seu primeiro apartamento é preciso conhecer as etapas que envolvem esse processo e, acima de tudo, conferir dicas de como efetuar essa compra sem sair no prejuízo.

Afinal, é do seu primeiro imóvel que estamos falando, não é mesmo? Não do seu primeiro telefone! Por isso, nos parágrafos seguintes, você descobre o que é importante considerar durante o processo de decisão e compra do seu primeiro imóvel.

O que saber antes de comprar um apartamento?

Antes de comprar o seu apê, decida se você vai querer comprar um imóvel pronto ou na planta, isto é, pondere se no seu caso é melhor comprar um apartamento novo, usado ou ainda em construção, já que existem diferenças consideráveis entre um tipo e outro.

O apartamento pronto, por exemplo, oferece o benefício do imediatismo, ou seja, a grosso modo: comprou, mudou, embora a modalidade seja menos acessível e menos flexível quando o assunto é suas condições de pagamento.

O apartamento na planta é mais “em conta” e oferece condições de pagamento mais versáteis, possibilitando, inclusive, o parcelamento do valor de entrada (20% do valor total do imóvel). Em contrapartida, o empreendimento demora em torno de 36 meses para ficar pronto, impedindo a mudança imediata para o imóvel.

Falando em valor de entrada, a quantia paga nesse período influencia diretamente no valor total do imóvel, afinal, quanto maior for a quantia quitada nesse momento, menor será o valor financiado e o montante sobre o qual a taxa de juros é aplicada.

Além disso, é sempre bom lembrar que é de responsabilidade do comprador arcar com os custos envolvidos no processo de compra, como é o caso do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e o restante dos custos cartoriais, gastos que podem chegar até 5% do valor do apartamento.

O que verificar antes de comprar um apartamento?

Depois de ponderar os pontos levantados no tópico anterior, é hora de verificar o seu Score de consumidor, os seus documentos pessoais, a papelada burocrática do imóvel e do proprietário-vendedor e, no caso de um apartamento na planta, o histórico da construtora responsável pela obra.

Score do comprador

Cadastro Positivo do Serasa Experian: esse cadastro fornecerá os dados que comprovam que você está em dia com seus pagamentos, afinal, ter o nome limpo é pré-requisito para financiar um apartamento, por exemplo.

Além disso, quanto maior for o seu Score de crédito mais chances você tem de conseguir boas condições de pagamento.

Documentos do comprador

  • RG e CPF.
  • Carteira de trabalho e Previdência Social (CTPS).
  • Comprovante de residência.
  • Certidão de estado civil.
  • Formulário de dados para realização do seguro de vida.
  • Informações de conta corrente e outros comprovantes de renda solicitados.
  • Imposto de renda do último ano de exercício, com recibo de entrega ou declaração de isenção do imposto de renda.

Documentos do imóvel

  • Matrícula do imóvel completa e atualizada.
  • Espelho do IPTU mais recente.
  • Certidão negativa de débitos municipais.
  • Certidão de ônus do condomínio.

Documentos do proprietário-vendedor

  • Certidão do Cartório de Protesto.
  • Certidão Cível e Criminal.
  • Certidão Trabalhista.
  • Certidão Negativa na Justiça Federal.
  • Certidão de Regularidade Fiscal.

Histórico da construtora

  • Pesquise sobre a experiência do consumidor com a construtora no "Reclame Aqui".
  • Busque reclamações de seus clientes no Procon, através do site da Secretaria Nacional do Consumidor.
  • Certifique-se que a construtora está cadastrada no Cartório de Registro de Imóveis.
    Confira se a planta do empreendimento foi aprovada pela prefeitura do município.
  • Verifique se a construtora possui um banco financiador, isso significa que a empresa tem um apoio financeiro por trás, o que garante a entrega do seu apartamento.

Como comprar meu primeiro apartamento: dicas relevantes

1 - Pesquise o bairro e a vizinhança do apartamento

Antes de comprar um apartamento que pode se tornar a sua residência permanente durante sua vida, pesquise atenciosamente as características do bairro e vizinhança selecionada. O ideal é que a região escolhida esteja alinhada aos seus objetivos de médio e longo prazo e se encaixe na sua realidade financeira.

Ou seja, o que tem nessa região que faz dela tão especial? O bairro é bem localizado? A vizinhança corresponde às suas expectativas de vida? Satisfaz as suas necessidades como morador? É barulhenta ou pacata demais? É segura?

2 - Considere todos os custos envolvidos na compra do imóvel

Custos cartoriais relacionados ao contrato de compra e venda, a escritura e a matrícula do imóvel e o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) devem ser calculados no momento da compra de compra do seu apartamento.

Em resumo, não basta ter apenas o dinheiro “contadinho” para dar entrada no seu primeiro apartamento, é preciso computar os custos extras envolvidos na compra de um imóvel, que de modo geral podem chegar até 5% do valor total do imóvel, sem contar as taxas de corretagem.

3 - Visite os apartamentos da sua lista

As fotos e catálogos que você vê na internet não condizem com a realidade nua e crua do imóvel e sua vizinhança. Por isso, não deixe de visitar os apartamentos pré-selecionados da sua lista, vendo com os seus próprios olhos a qualidade e o acabamento de cada um deles.

Visite os imóveis em horários alternados e, de preferência, mais de uma vez, conhecendo todas as facetas da vizinhança em diferentes momentos do dia. Observe se a região é barulhenta e se o ruído da rua te atrapalha.

Além disso, acompanhe a rotina dos moradores do prédio, inclusive, converse com eles se possível.

4 - Confira os documentos no imóvel e vendedor

Lembra dos documentos listados acima? Pois bem, eles servem para que você, seu corretor imobiliário, advogado e banco, no caso de um financiamento imobiliário, possam conferir a regularidade do imóvel e do vendedor-proprietário.

Isso porque, antes mesmo de fechar a compra, você deve saber se o imóvel está em dia e não possui nenhuma pendência em aberto, como IPTU atrasado.

Além disso, passar o pente fino nos documentos do proprietário é fundamental, principalmente no caso deste ser uma pessoa jurídica, já que se ele estiver envolvido em um processo trabalhista, por exemplo, o imóvel pode ficar comprometido.

5 - Evite cair na pressão de um corretor imobiliário

Seja porque ainda não é o momento certo para investir em imóveis ou porque o apartamento que o corretor imobiliário quer vender não é exatamente o que você quer comprar ou, ainda, pode comprar.

Portanto, fuja de corretores que apenas estão de olho na comissão que vão ganhar com a venda de determinado apartamento.

Uma ideia para solucionar esse impasse é contratar um consultor de compra, como é o caso do serviço que a imobles oferece. Aqui o consultor é o melhor amigo do comprador, colocando suas necessidades acima de tudo.

6 - Inicie o processo de financiamento assim que decidir comprar um imóvel

Se você for contar com um financiamento para comprar o seu apartamento, é melhor iniciar o processo de solicitação do financiamento imobiliário logo que a decisão de compra for tomada.

Isso porque do pedido de pré-aprovação até a liberação do crédito existe um longo caminho, inclusive, o processo completo do financiamento pode passar de 60 dias, atrasando os seus planos pessoais e, até mesmo, fazendo com que você perca uma boa oportunidade de compra.

Prontinho, com todas essas dicas de como comprar o seu primeiro apartamento em mãos, certamente a sua jornada de compra será tranquila e, melhor, sem surpresas desagradáveis durante o processo.

Deixe seu comentário ou dúvida

Artigos relacionados

Encontre o apartamento ideal hoje mesmo. Ajudamos você!

Chame um consultor agora ou agende uma ligação.