Investimento em imóveis na planta: vantagens e desvantagens

04 Março 2022 | Atualizado em 18 Abril 2022
Por Bárbara Schroeder

Casal observando planta de um apartamento

Você sabia que um investimento em imóveis na planta - quando feito com cautela e avaliação de riscos - tem seus benefícios potencializados? Principalmente quando comparamos esse tipo de investimento com a aquisição de um imóvel pronto.

Isso acontece em razão da flexibilidade oferecida pela modalidade aos compradores, uma vez que parte da compra é negociada diretamente com a construtora, com preços mais atraentes e sem a necessidade de um financiamento imobiliário logo de início.

Por isso, se o seu sonho é sair do aluguel fazendo um investimento que cabe no seu bolso, nos acompanhe durante os próximos minutinhos, a gente promete que vai valer a pena.

Por que investir em imóveis na planta?

Especialmente se você ainda está se formando e deseja pagar o seu apartamento em parcelas mais razoáveis até o final do curso ou é um recém-casado que tem planos de mudar para a casa própria antes de aumentar a família.

Ou ainda se você deseja comprar na planta buscando sua valorização e rentabilidade lá na frente, usufruindo dos frutos dessa aplicação nos próximos anos, apostar nesse tipo de investimento também pode ser uma boa ideia.

Basicamente, independentemente do perfil do seu investimento, comprar na planta tem suas vantagens e a gente pode provar!

Por isso, se você ainda não se convenceu dos benefícios de investir em imóveis, sobretudo na planta, aqui estão cinco motivos para você começar a negociar o seu apartamento agora mesmo.

5 vantagens de comprar imóvel na planta

1. Preços mais acessíveis

Os preços praticados na venda de um imóvel na planta são, de modo geral, mais acessíveis do que os valores cobrados por um apartamento pronto, principalmente se a compra for fechada durante a dinâmica de lançamento imobiliário da construtora.

No período de pré-lançamento e lançamento das vendas, você tem acesso aos preços iniciais do imóvel, valores que serão reajustados conforme o avanço da construção. Sendo assim, esse é o melhor momento para adquirir o seu tão sonhado lar.

Para melhorar ainda mais a negociação e os valores efetivamente pagos, dê o maior valor de entrada possível. Assim, como consequência, as parcelas mensais serão mais baixas e os juros irão incidir sobre um valor menor.

2. Negociação diretamente com a construtora

A compra de um apartamento em construção é mais flexível do que a compra de um pronto, uma vez que a negociação e, em média 35% do pagamento, é feita diretamente com a construtora, sendo realizada ao longo da edificação do imóvel.

Logo, até o período de entrega das chaves não será necessário aprovar um financiamento imobiliário e, quando esse momento chegar, parte do apartamento estará quitado, diminuindo também a incidência de juros bancários.

Mas, atenção, as parcelas mensais que deverão ser pagas durante o período de construção serão reajustadas mensalmente pelo índice INCC. Ou seja, o saldo devedor será recalculado de acordo com o Índice Nacional de Custo de Construção, o principal indicador de inflação da área.

3. Imóvel novo e personalizado

Quer deixar o seu apartamento com a sua cara e ser o primeiro a criar memórias dentro dele? Refletir a sua personalidade e experiência nos quatro cantos da sua própria casa? Cuidar, desde o princípio, da energia que você coloca dentro do seu cantinho?

Pois bem, você pode comprar uma planta que replica o que você mais espera dentro de um apartamento e, ainda por cima, modificar algumas áreas dentro dela: tirar uma parede aqui, transformar um dos quartos em um escritório, tudo isso antes mesmo de iniciar a construção!

Além de escolher fatores como: se o apartamento é nascente ou poente, vista, tamanho, e andar da unidade.

4. Infraestrutura moderna

Comprar um apartamento mais antigo em um prédio que possua recursos mais modernos, como câmeras de segurança, lazer completo e principalmente acessibilidade é uma tarefa difícil.

Por isso, comprar um apartamento na planta também é uma garantia de investir em uma infraestrutura moderna, tecnológica e sustentável.

Afinal de contas, geração de energia solar, reaproveitamento de água, captação de água da chuva e sistema de monitoramento 24h são itens que você encontra apenas em prédios novos.

5. Valorização ao longo do tempo

A valorização de um apartamento na planta é uma característica forte desse tipo de investimento, principalmente durante seu período de construção.

Isso porque, como mencionado anteriormente, os valores de referência são reajustados de acordo com o índice INCC, acompanhando a inflação do setor. Assim, todo o investimento feito por você durante a obra estará protegido como parte do seu patrimônio.

Além do mais, a valorização média de um apartamento na planta é de 20% a 50% com o passar dos anos, o que torna os imóveis ainda mais atraentes quando se fala em investimento. No caso da finalidade da compra ser ganhar com o aluguel do imóvel, esse tipo de apartamento também pode ser interessante, uma vez que acumula o rendimento em aluguel com a valorização do imóvel, o que compensa o tempo de espera para o apartamento ficar pronto.

3 desvantagens de comprar imóvel na planta

Depois de analisar os principais pontos positivos, vamos aos pontos de atenção da comprar na planta. Confira!

1. Tempo de espera

De modo geral, os apartamentos adquiridos na planta demoram de 36 a 42 meses para ficar pronto, ou seja, uma média de três anos e meio para que o proprietário possa usufruir desse bem.

O que parece um período razoável para alguns pode parecer uma eternidade para outros, portanto, nesse último caso, podemos considerar o tempo de espera um ônus de comprar um imóvel na planta.

Gráfico tempo de obra de um apartamento na planta

2. Atrasos na entrega da obra

Fora o tempo de espera, um dos riscos de comprar um apartamento na planta é a possibilidade de atraso na entrega da obra.

Quanto acontece, a demora na entrega das chaves é de até 180 dias, em média, podendo retardar o seu planejamento de mudança ou capitalização de inquilinos em alguns meses, por exemplo.

Mas, atenção: legalmente, a construtora tem uma tolerância de seis meses para liberar a unidade. Portanto, caso o atraso ocorra, mantenha a calma e tente se manter o máximo informado sobre o andamento da obra e o processo de entrega do apartamento. Agora, se esse limite for ultrapassado, um sinal de alerta se acende!

Para prevenir possíveis atrasos, dê prioridade para construtoras com um histórico de entregas dentro do prazo.Pensando em te ajudar na hora de checar a reputação das construtoras, preparamos algumas dicas infalíveis:

- Avalie o histórico de entregas 

Descubra se a construtora possui histórico de atrasos e converse com um especialista em mercado imobiliáo.

- Pesquise sobre a reputação da construtora 

Cheque a reputação da construtora em sites como o Reclame Aqui ou o Procon, através do site da Secretaria Nacional do Consumidor.

- Verifique o padrão de entrega 

Analise o memorial descritivo do imóvel, que explica em detalhes as características de como o imóvel deve ser entregue.

3. A construtora falir

Sim, embora esse seja um cenário extremo, a construtora responsável pela obra pode falir e o seu investimento ir por água abaixo.

Portanto, avaliar o histórico da construtora antes de comprar um imóvel na planta é indispensável para assegurar o sucesso do seu investimento. Para isso, dar atenção às dicas que listamos acima é fundamental!

Além disso, outro truque para evitar essa situação é ir até o cartório de registro de imóveis e buscar pelo registro da construtora, além de conferir se a planta do empreendimento foi aprovada pela Prefeitura Municipal da cidade. Afinal, nessa etapa todo cuidado é pouco.

Outra dica importante é verificar se a construtora possui um banco financiador para a obra, pois, nesse caso, a empresa não depende apenas de si mesmo, tendo um apoio financeiro por trás, garantindo, assim, que terá recursos para entregar, de fato, o imóvel.

Para finalizar: estude muito sobre os imóveis considerados, a dinâmica de lançamento de cada um deles, o fluxo de pagamento proporcionado por cada construtora e, se possível, visite uma simulação do apartamento decorado antes de fechar o negócio.

Pronto! Agora que você conheceu as vantagens de fazer um investimento em um imóvel na planta e considerou suas desvantagens, está munido para tomar a melhor decisão para o seu futuro.

 

Deixe seu comentário ou dúvida

Artigos relacionados

Encontre o apartamento ideal hoje mesmo. Ajudamos você!

Chame um consultor agora ou agende uma ligação.