Quanto preciso dar de entrada para comprar um apartamento?

20 Abril 2022
Por Redação imobles

mulher olhando seu computador a procura de um apartamento para comprar

São raros os casos em que uma pessoa consegue comprar uma propriedade sem dividir o valor do imóvel em parcelas mais acessíveis. Embora, mesmo havendo essa possibilidade, ainda é necessário dar um valor mínimo de entrada para financiar um apartamento.

Por isso, aqui, o aliado mais importante será um planejamento financeiro, além de colocar como prioridade o seu objeto de desejo. Afinal de contas, juntar dinheiro para comprar um imóvel exige disciplina e, acima de tudo, paciência.

Mas, antes de colocar uma meta no seu planejamento financeiro, será preciso saber quanto dar de entrada no apartamento perfeito para você. Assim, ficará mais fácil focar no seu objetivo e reunir capital para comprar o seu imóvel.

Quanto preciso para dar entrada em um apartamento?

Em média será preciso dar de entrada no apartamento 20% do valor total do imóvel, no entanto, essa porcentagem costuma variar de acordo com o naipe do investimento e a renda familiar do comprador.

De modo geral, as instituições financeiras mais tradicionais costumam financiar apenas 80% do valor do apartamento, fazendo com que o montante inicial seja pago diretamente ao proprietário, no formato de entrada.

Assim, se o apartamento de seu interesse custa R$ 300 mil, o valor mínimo de entrada será, em média, R$ 60 mil.

Porém, bancos que possuem financiamentos mais populares, como a Caixa Econômica Federal, possuem algumas linhas de crédito com condições de entrada mínima a partir de 10%.

Mas, calma, acesse nossas dicas e saiba como juntar dinheiro para comprar um apartamento. Desse modo, quando você menos esperar, o seu cofrinho chamado “casa própria” estará cheio.

Qual o melhor valor para dar de entrada em um apartamento?

Sem dúvidas, o máximo que você puder, dado que quanto maior for o valor da sua entrada, menor será o total de juros sobre o valor final do seu apartamento.

Ou seja, basicamente a lógica é a seguinte: quanto melhor for a entrada, menos você financia e, portanto, paga menos juros, entende? Até porque o parcelamento do seu financiamento não deve ocupar mais que 30% da sua renda líquida mensal.

Inclusive, caso a sua renda não seja muito alta, dar uma entrada maior também é uma estratégia para fazer com que o restante do valor do apartamento caiba dentro da porcentagem mensal solicitada para a liberação do financiamento.

Vale lembrar que esses pontos que levantamos aqui valem para apartamentos que já estão prontos. Imóveis na planta merecem uma atenção diferente, visto que a construtora pode não entregar o empreendimento.

É possível financiar um apartamento sem dar entrada?

Em situações bem específicas, sim. Como no caso dos beneficiários da faixa 1 e 1,5 do programa Minha Casa Minha Vida, o atual Casa Verde e Amarela.

É possível também utilizar seu FGTS como entrada e financiar o restante do valor do imóvel. Claro, o vendedor precisa aceitar essa negociação, mas também é uma saída.

Além disso, de modo geral, quando o apartamento é comprado na planta, as construtoras costumam parcelar o valor de entrada durante o período de construção da propriedade, flexibilizando a compra do imóvel.

Como conseguir o valor de entrada para um apartamento?

Eliminando dívidas antigas, cortando custos desnecessários durante o caminho e fazendo renda extra para acelerar esse processo.

Ou ainda juntando “forças” com outro integrante da sua rede familiar, afinal, quanto maior for a renda da sua família, mais rápido será reunir a quantia necessária para dar de entrada no seu apartamento.

Para juntar dinheiro para comprar seu apartamento com uma organização mais estratégica, utilize o método financeiro 50-30-20, em que 50% do seu salário vai para despesas fixas, 30% para gastos supérfluos e 20% para quitar dívidas, fazer investimentos ou para atingir algum objetivo financeiro, como é o caso do seu apartamento. 

O foco aqui deve ser gastar menos e poupar mais. Portanto, analise seu orçamento, encontre seus gargalos financeiros e tenha um objetivo tangível fixado na sua mente: dar entrada no meu apartamento.

Deixe seu comentário ou dúvida

Artigos relacionados

Encontre o apartamento ideal hoje mesmo. Ajudamos você!

Chame um consultor agora ou agende uma ligação.