Escute o conteúdo por áudio:

O levantamento inédito acompanha mês a mês a evolução dos preços de apartamentos novos nos principais setores de capital goiana

Se você está em busca do seu novo imóvel, já deve ter reparado como é difícil encontrar dados compatíveis com a realidade do mercado sobre o valor do metro quadrado por bairro em Goiânia.

Pensando em facilitar essa comparação, lançamos o Índice imobles©: um levantamento inédito para acompanhamento do valor do metro quadrado nos principais Setores da capital goiana. 

O Índice imobles© é calculado com base no valor de mercado de apartamentos novos e em construção na cidade, e a atualização mensal permite que você confira a evolução do preço médio desses imóveis, além de poder comparar a sua valorização com outros indicadores de mercado, como Selic, Ibovespa, INCC e IPCA.

Fonte: imobles.com | Pesquisa “Preços dos Apartamentos em Goiânia”

Como é feito o cálculo do Índice imobles©?

O Índice imobles© de valor por metro quadrado de apartamentos em Goiânia é calculado através de um banco de dados próprio. São mais de 50 construtoras e 200 empreendimentos que têm os preços monitorados mensalmente para a composição do índice. É importante ressaltar que os relatórios são baseados nos valores de apartamentos de médio e alto padrão em todos os bairros de Goiânia. 

Além disso, diferente de outros indicadores disponíveis, o Índice imobles© não considera valores de anúncios para composição dos seus relatórios, uma vez que essas informações constantemente estão desatualizadas, gerando uma série de erros que comprometem a análise de quem quer comprar um imóvel.

Destaque de Agosto do Índice imobles©

Valor dos apartamentos de médio e alto padrão em Goiânia tem elevação de 1,6% em agosto

Boa notícia para quem tem investimentos em imóveis! Influenciado pelo momento de mercado aquecido e pressionado pelo INCC, o preço de apartamentos de médio e alto padrão em Goiânia subiu 1,6% em agosto. Com essa variação, a alta acumulada nos últimos 12 meses é de 18,1%.O aumento de preços dos apartamentos foi ainda mais alto que a inflação dos custos de construção, determinada pelo INCC. O resultado é positivo, pelo menos até o momento, para quem apostou em investir em imóveis nesse período.