Escute o conteúdo por áudio:

Comprar um apartamento na planta é mais fácil quando você sabe as melhores formas de se fazer um bom negócio. O problema é que nem todo profissional vai te falar como tornar a compra mais vantajosa. Complicado, né?

Por isso, trouxemos 6 dicas valiosas para você que está buscando por um imóvel na planta. Com delas, vai ficar bem mais fácil realizar o melhor negócio e alcançar seu objetivo de comprar um apartamento que você deseja e que, ao mesmo tempo, caiba no seu bolso.

Boa leitura!

Avalie o histórico da construtora

Imagine que você vai matricular seu filho em uma escola. Antes de tomar uma decisão, você pesquisa por colégios e busca saber se o método de ensino é bom, certo? O mesmo se aplica na hora de escolher um imóvel na planta para chamar de seu!

Para fazer um bom negócio, é importante levar em consideração tanto a reputação e o padrão de entrega da construtora, quanto o histórico de entregas. Para isso, é importante conversar com um especialista em mercado imobiliário e moradores de outros empreendimentos construídos pela mesma empresa, bem como realizar visitas a outras entregas feitas pela empresa.

Se você está pensando em comprar um apartamento na planta na capital goiana e deseja conhecer as construtoras que atuam na cidade, acesse nosso artigo dedicado às construtoras em Goiânia!

Você pode até mesmo buscar por possíveis reclamações sobre a construtora em sites especializados na experiência do consumidor, como o Reclame Aqui. Também é possível verificar se há queixas no Procon. Para isso, acesse o site da Secretaria Nacional do Consumidor e filtre as reclamações por ano, UF, cidade e unidade do Procon. 

Além disso, é importante buscar pelo memorial descritivo do imóvel, que é um documento público obrigatório em toda obra da construção civil. Ele detalha as condições do empreendimento que está sendo construído e, também, a qualidade dos materiais utilizados no acabamento do imóvel.

Para você saber como analisar esse documento, acesse aqui o memorial descritivo do EuroPark Residencial!

Aproveite a dinâmica de lançamento dos imóveis

Você pode comprar um apartamento durante toda a fase de construção e até depois do empreendimento estar pronto para morar, caso haja unidades restantes. Em geral, comprar um apartamento na planta é mais vantajoso se comparado com a compra de apartamentos prontos para morar.

Mas de todo o período de construção o momento o melhor momento para comprar um apartamento é durante a dinâmica de lançamento imobiliário, que corresponde às fases de pré-lançamento e lançamento das vendas.

Isso porque nesse período você tem acesso aos preços iniciais do apartamento, os mais baixos, que passarão a se valorizar mês a mês após o lançamento das vendas. Além disso, esse é um momento oportuno para quem deseja flexibilidade no pagamento, uma vez que ele é feito diretamente com a construtora.

Por fim, é durante os períodos de pré-lançamento e lançamento que os primeiros interessados têm preferências na escolha das unidades, algo que pode ser muito importante para empreendimentos mais disputados.

Foi o que ocorreu com a linha Gyro. O Opus Gyro Vaca Brava, primeiro lançamento da família de compactos de luxo da da Opus Incorporadora, teve 100% dos apartamentos tipo studio vendidos no dia do lançamento. Mas não parou por aí: seu sucessor, o Opus Gyro Rooftop teve 100% das unidades vendidas vendidas também no dia do lançamento. Por isso, se o seu objetivo é adquirir um empreendimento com alta demanda, é importante demonstrar interesse durante o período de lançamento.

gyro ricardo paranhos
Rooftop do Opus Gyro Ricardo Paranhos

Vai comprar um apartamento na planta mas não sabe como funciona a compra desse tipo de imóvel? Confira nosso guia completo da compra de um apartamento em construção!

Conheça o fluxo de pagamento de um apartamento na planta

Como sempre falamos por aqui, a compra de um apartamento na planta é mais flexível, uma vez que a transação é feita diretamente com a construtora. Isso pode facilitar sua vida, já que, ao pagar parte do imóvel para a construtora, você ganha tempo para se planejar para financiar o saldo devedor com o banco.

Se você ainda não sabe como funciona o fluxo de pagamento de um imóvel na planta, a gente te explica! Basicamente, ele acontece em duas etapas distintas: captação ou pré-chaves e pós-chaves.

  • Captação ou pré-chaves: corresponde ao pagamento inicial de um imóvel na planta feito diretamente à construtora. Geralmente, é constituído de uma entrada + parcelas e ocorre apenas durante o período de construção do imóvel. Normalmente, são captados 25% e 45% do valor total do imóvel, é importante lembrar que o valor das parcelas mensais nesse período são reajustados pelo índice INCC;
  • Pós-chaves: depois da entrega das chaves e com a emissão do Habite-se, o saldo é normalmente financiado com um banco, ou quitado diretamente pelo cliente.

Aqui, a dica que te damos é: se houver a possibilidade de você adiantar o máximo que puder do pagamento quando o empreendimento ainda estiver em construção, não deixe de fazê-lo

Isso porque, sobre o saldo devedor a ser financiado no período pós-chaves, irão incidir os juros do financiamento imobiliário. Sendo assim, se o seu saldo devedor for menor, consequentemente você pagará menos juros, e também, a depender do valor da parcela, você poderá quitar o financiamento em menos tempo.

Conheça a região do imóvel desejado

Mesmo que o apartamento ainda esteja em construção, nada impede que você conheça o bairro onde ele está localizado. Para isso, siga essas dicas:

  • Visite o local durante vários momentos do dia e da semana. Desse modo, você entenderá melhor qual a dinâmica da área que você deseja morar;
  • Verifique a mobilidade do bairro e analise se há vias de acesso para áreas estratégicas, como o centro da cidade. Se você usa transporte coletivo, veja se há pontos de ônibus próximos;
  • Analise a segurança da localidade. Verifique índices de criminalidade e converse com outros moradores sobre a rotina do bairro. Além disso, durante as visitas, cheque a movimentação.

Importante: lembre-se, também, de que a localização é um dos principais fatores que influenciam no valor de um imóvel. Afinal, se a construção é próxima de áreas centrais ou regiões nobres e possui acesso fácil a serviços essenciais, a procura por empreendimentos nesses locais costuma ser maior. Se você busca por valorização, por exemplo, esse pode ser um fator decisivo na hora de comprar um apartamento na planta.

Falando especificamente da capital goiana, fatores como a proximidade a parques e shoppings têm influência direta no preço por metro quadrado. Abaixo, você confere essa dinâmica aplicada aos bairros de Goiânia.

Gráfico do preço médio por metro quadrado em Goiânia
Gráfico do preço médio por metro quadrado em Goiânia

Utilizamos um indicador regional e pioneiro para calcular os valores de metro quadrado nos principais setores da capital goiana e agora você também pode acessar o Índice imobles de metro quadrado em Goiânia aqui.

Visite o apartamento decorado quando for possível

Sabe aquele filme que parece ser incrível quando você confere o trailer mas que, quando você finalmente vai assisti-lo na íntegra, não é tudo aquilo que você imaginava? Essa mesma história de expectativa vs. realidade também pode acontecer na hora de comprar um apartamento na planta!

Portanto, para evitar que isso aconteça e, também, para que você entenda tudo que o projeto arquitetônico tem a oferecer, é muito importante visitar o apartamento decorado. Ele é inaugurado na fase de lançamento das obras e, basicamente, simula um apartamento quando as obras estiverem concluídas e a unidade estiver mobiliada e decorada.

Na hora da visita, explore cada detalhe do decorado; se possível, leve uma trena para medir os cômodos. Aqui também vale a dica de realizar a visita em diferentes momentos da semana.

Por fim, já que o empreendimento ainda não está pronto para visitação, uma alternativa é a análise de todo o material envolvendo o projeto antes de fechar negócio. Se você precisar de ajuda nessa etapa, peça ajuda para o seu consultor de compras! Ele saberá como te auxiliar nisso.

Conheça os tipos de valorização imobiliária

Uma coisa é fato: imóveis se valorizam com o passar do tempo. O grande desafio daqueles que buscam iniciar sua jornada de investimento em imóveis é encontrar o melhor negócio dentre centenas de opções de compra.

Para isso, antes de investir em um imóvel, é imprescindível entender quais são as principais formas de valorização de um imóvel: através do rendimento com aluguel e do rendimento com valorização.

Rendimento com aluguel

Basicamente, o rendimento com aluguel é quando você compra o imóvel para mantê-lo e retirar mensalmente a rentabilidade do aluguel. Nesse caso, a rentabilidade é retirada todo mês, mas para isso, é importante que exista uma demanda e que o empreendimento alcance um bom valor de aluguel. Para saber se valerá a pena, considere a fórmula a seguir:

comprar um apartamento na planta – rendimento por aluguel

Além disso, se você pretende comprar um imóvel na planta com o objetivo de rendimento com aluguel, uma boa dica é verificar o preço do aluguel de empreendimentos do mesmo porte e no mesmo bairro em sites como QuintoAndar e Viva Real, por exemplo. Desse modo, fica mais fácil considerar o que pode ser mais vantajoso para você.

Importante: mesmo com o rendimento com aluguel, o imóvel seguirá valorizando ao longo do tempo!

Rendimento com valorização imobiliária

Aqui, estamos falando de quando você realiza a compra de um imóvel hoje para vender no futuro por um valor maior. Nesse caso, o investimento ideal ocorre quando você compra um empreendimento barato hoje, mas que valorize no futuro e, para isso, leve duas questões em consideração: o potencial de valorização do investimento e o preço de compra de um imóvel:

No caso do potencial de valorização, leve em conta os fatores que agregam valor ao empreendimento:

  • Região;
  • Preço do imóvel;
  • Estágio da obra.

Já quanto ao preço de compra, também vale a dica que demos sobre pesquisar preços em sites especializados em imóveis já prontos para morar. No entanto, não deixe de garantir que os imóveis sejam comparáveis. Siga esses critérios:

  • Busque imóveis em ruas próximas para fazer essa comparação, uma vez que os preços variam muito em um mesmo bairro;
  • Verifique, também, o padrão de construção do empreendimento. Para uma comparação justa, aspectos como a área comum e o acabamento do apartamento precisam ser semelhantes ao imóvel que você procura;
  • Por fim, observe, também, o valor do metro quadrado e o compare com os dos imóveis semelhantes.

Outras dicas valiosas sobre valorização imobiliária

Mesmo que você tenha definido o seu objetivo específico de investimento, é importante que você conheça todas as dicas que daremos aqui. Afinal de contas, como já dissemos, mesmo que você tenha optado pelo rendimento com aluguel, por exemplo, o seu investimento continuará valorizando conforme o tempo passa! Por isso:

  • Verifique o potencial de valorização dos bairros que você deseja. Um exemplo aplicado a Goiânia é o Setor Serrinha: um levantamento feito pela nossa equipe mostra que a valorização dessa localidade poderá chegar a até 50%!
  • Se você busca por imóveis na planta com a intenção de rendimento por aluguel, adquira seu imóvel durante o período de lançamento – lembra do que falamos sobre a valorização crescer no decorrer da obra? – e em um bairro valorizado.
  • Ainda sobre o rendimento com aluguel, verifique se a região do imóvel possui uma boa demanda. O investimento pode ser mais vantajoso para você se a compra do imóvel for feita em um bairro próximo a uma universidade, por exemplo.
  • Se você deseja rendimento com valorização imobiliária, busque por apartamentos mais altos e com posição solar nascente, já que esses são dois fatores que influenciam (e muito!) no valor final do imóvel.

Busque pelo seu apartamento na planta ideal!

Depois de receber essas dicas, chegou a hora de encontrar seu novo lar! No nosso buscador, você pode conferir todos os empreendimentos na planta em Goiânia, além de comparar preços por Setor e solicitar planos de pagamento!