Escute o conteúdo por áudio:

O financiamento imobiliário é um grande passo para muitos que vão adquirir um imóvel. Nessa etapa é importante entender quais são as opções de bancos disponíveis no mercado e como cada um deles atua. 

Neste conteúdo você vai entender o processo de financiamento imobiliário em cada banco: Caixa Econômica Federal, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Itaú. Tire todas as suas dúvidas sobre financiamento imobiliário em cada banco.

Entenda como funciona o financiamento imobiliário

Para que você entenda como funciona o processo de financiamento em cada banco, é importante que você conheça cada uma das etapas do financiamento como um todo. 

Isso porque,  o processo pelo qual você vai passar é similar para todos os bancos, as diferenças entre eles está nos critérios internos para cada etapa, que serão explicados logo a seguir. Agora conheça de forma resumida como funciona todo o processo de financiamento imobiliário.

Etapa 1: Pré-aprovação de crédito

Nessa etapa, a instituição bancária analisa seu perfil financeiro para decidir se te dará a concessão de crédito ou não. Além disso, o banco também considera qual o período, a taxa de juros e o valor total que você poderá obter no financiamento. Os critérios utilizados nesta avaliação variam de acordo com a organização, e por isso um banco pode ser melhor para você do que outros. 

Entenda os requisitos que são comuns a todos bancos que são avaliados nessa etapa:

  • Não há um valor mínimo de renda para financiar um imóvel. A regra se estabelece em você possuir salário suficiente para que a parcela do imóvel comprometa no máximo 30% da sua renda bruta mensal;
  • Os financiamentos imobiliários são estipulados em prazo máximo de 35 anos e você só poderá pagar o financiamento até os 80 anos de idade. Ou seja, o prazo máximo do seu financiamento será o tempo de pagamento adicionado da sua idade e esse valor não poderá ser maior que 80.

Etapa 2: Avaliação jurídica das partes e do imóvel

Depois da pré-aprovação de crédito, o próximo passo é a avaliação jurídica do vendedor, do comprador e do próprio imóvel. Além disso, a vistoria do imóvel, feita para conferir se ele é exatamente como foi informado para o banco, também é realizada nessa fase. Tudo isso para garantir que todos os envolvidos no processo não possuam pendências que no futuro possam prejudicar o negócio. 

Etapa 3: Assinatura de contrato e pagamento de impostos

Depois da confirmação de que o imóvel e as partes estão regulares, a etapa final do financiamento imobiliário é a assinatura e registro do contrato de financiamento, junto do pagamento dos impostos, como o ITBI (ou ISTI), além dos custos cartoriais.

Etapa 4: Liberação do crédito

Depois do registro da documentação e a confirmação do seu financiamento, é a hora de o banco realizar a liberação do seu valor de crédito. Nessa etapa também é emitido o primeiro boleto de pagamento do financiamento, efetivando toda a operação. 

Caso você queira conhecer em detalhes toda essa jornada, acesse o conteúdo sobre o passo a passo do financiamento imobiliário aqui. 

Agora que você já conhece o processo de financiamento imobiliário, entenda mais sobre cada um dos bancos financiadores de imóvel.

Financiamento imobiliário com a Caixa 

Banco Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal é o segundo banco brasileiro mais antigo ainda em funcionamento, depois do Banco do Brasil, foi a pioneira em oferecer o serviço de financiamento imobiliário em território nacional, em 1964 . Por isso é comum que as pessoas acreditem que a Caixa é o único banco capaz de realizar esse tipo de crédito para aquisições imobiliárias, mas hoje em dia existem muitos outros bancos que fazem esse serviço.

Se você está pensando em escolher a Caixa para dar início ao seu financiamento, saiba que o banco é uma boa opção para quem possui conta corrente com movimentação financeira há algum tempo. Isso porque, um dos principais critérios de avaliação na primeira etapa do financiamento imobiliário com a Caixa Econômica Federal é o seu relacionamento com o banco.

Por isso, se você é funcionário público, por exemplo, a Caixa é a principal indicação, já que o banco garante condições de juros e prazos especiais para os seus clientes de longa data. Para os que possuem somente a conta poupança, infelizmente ela não entra nessa avaliação. Isso porque o banco leva em conta as movimentações que dizem respeito ao uso cotidiano da conta, e o objetivo da conta poupança é, na verdade, receber e guardar valores.

Além disso, a Caixa (junto do banco Santander) leva vantagem por garantir a possibilidade de um prazo maior que os outros bancos, de até 35 anos. Isso é um benefício já que, aumentando o prazo de pagamento normal, que é de 30 anos,  o crédito concedido também pode ser maior. 

Outro ponto importante que você precisa saber é que a Caixa Econômica, assim como todos os bancos, exige algumas aquisições extras junto do financiamento imobiliário para conceder as melhores condições de taxas e juros. Primeiro, você precisa ter uma conta corrente aberta no banco, onde o valor do financiamento será debitado. Além disso, também é necessário fazer a portabilidade do seu salário para o banco, e adquirir outros produtos da instituição, como um seguro ou capitalização, por exemplo.

Agora que você já sabe das características de um financiamento imobiliário com a Caixa, conheça algumas das perguntas mais frequentes sobre o tema:

O que pode reprovar um financiamento imobiliário da Caixa?

Na etapa de avaliação do comprador, você pode ser reprovado se não possuir renda comprovada suficiente para abarcar a parcela sem extrapolar o limite de 30% de comprometimento mensal com a parcela mensal . Além disso, se você possuir débitos na praça que deixem o famoso “nome sujo” no Serasa, SPC ou na Receita Federal seu pedido de crédito também pode ser reprovado. Isso é aplicável tanto na Caixa quanto em todos os outros bancos.

A entrada do financiamento da Caixa pode ser parcelada?

É possível. O valor de entrada do imóvel é dado diretamente ao vendedor, pois o financiamento abrange no máximo 80% do valor total do imóvel.
No caso dos imóveis na planta, por exemplo, o valor de captação, ou pré-chaves, já é a entrada do imóvel. Ela é paga à construtora e parcelada no período em que o imóvel está sendo construído. O valor restante, no pagamento pós-chaves, é pago através do financiamento bancário.
Quando você adquire um imóvel usado, o vendedor tem o direito de determinar se o valor de entrada poderá ou não ser entregue, depende da decisão dele. Lembrando que o pagamento da entrada não é relacionado ao banco, e sim com o vendedor.

Qual a renda mínima para financiar um imóvel pela Caixa?

Não existe um valor de renda mínima pré-estabelecido, nem para o Banco Caixa, nem para qualquer outro. O critério usado na hora da avaliação socioeconômica do comprador é que a renda comprovada seja suficiente para abarcar o valor mensal da parcela sem extrapolar o limite de 30% máximo de comprometimento da renda estabelecido pelos bancos. O Programa governamental de subsídio Casa Verde e Amarela, por exemplo, facilita a compra da casa própria e aceita que a pessoa (ou até o casal) tenha no mínimo R$ 2 mil de renda mensal para financiar um imóvel.

Como cancelar um financiamento de um imóvel pela Caixa?

Isso depende da etapa de financiamento imobiliário pela qual você está passando. Caso você esteja aprovando o crédito, na primeira etapa, você pode desistir sem nenhum ônus ou gasto.

Já na segunda etapa de financiamento, na qual é realizada a vistoria do imóvel e a análise jurídica, você pode desistir, porém terá os custos dessa fase saindo do seu bolso.

Depois da assinatura do contrato, que ocorre na terceira etapa, existem dois cenários possíveis.

O primeiro cenário é quando você escolhe a tabela SAC – Sistema de Amortização Constante – a opção mais comum de amortização. Nesse cenário é possível cancelar desde que você pague a primeira parcela do financiamento, mais o saldo devedor do empréstimo, sem a taxa de juros.

O segundo cenário é na utilização da tabela Price para amortização. Nesse caso, para cancelar, é necessário pagar a primeira parcela, mais o valor total solicitado no financiamento, acrescido do valor total de juros. 
Importante: em todos os bancos o cancelamento funciona da mesma maneira. 

Como funciona o financiamento de casas na Caixa?

O financiamento imobiliário de casas e apartamentos não se diferenciam, sendo assim, os critérios são os mesmos: o imóvel deve possuir escritura pública no registro de imóveis local, deve ter a finalidade de uso residencial e ter o valor máximo de R$1,5 milhão para financiamento na modalidade SFH (Sistema financeiro de habitação). Essas regras são aplicáveis também a todos os bancos.

Financiamento imobiliário com o Banco do Brasil

Banco do Brasil

O Banco do Brasil foi a primeira instituição bancária no Brasil, criado em 1808 pela Coroa Portuguesa. Em 213 anos de história, o Banco do Brasil, mais conhecido como BB, é o terceiro maior banco nacional, com R$ 5,524 bilhões de lucro no segundo trimestre de 2021. Esse também é um dos grandes bancos no Brasil que oferecem financiamento imobiliário, sendo  um dos mais procurados para aquisição deste produto.

O Banco do Brasil pode ser interessante para o financiamento imobiliário especialmente para aqueles que possuem conta corrente ativa há anos no banco. Isso porque, assim como a Caixa, um dos principais critérios de aprovação de crédito é o relacionamento com a instituição.

Ou seja, se você utiliza o BB como sua conta corrente principal, e a movimenta no dia a dia, vale a pena conferir as condições de financiamento que o banco pode lhe oferecer. Lembrando que a utilização da conta poupança não é avaliada neste critério. Ou seja, se você tem uma conta só para guardar valor no BB, talvez você não tenha acesso às condições especiais de aprovação do financiamento imobiliário.

Assim como todos os bancos, o Banco do Brasil exige que, no processo de financiamento, seja aberta uma conta corrente, caso você ainda não possua uma. 

Conheça algumas das perguntas mais frequentes sobre o Financiamento imobiliário com Banco do Brasil:

Como pausar o financiamento do  Banco do Brasil?

Não existe possibilidade de pausar um financiamento imobiliário depois da assinatura do contrato. Essa regra é válida para todos os bancos. O que pode ser feito é a renegociação das parcelas com a instituição responsável pelo seu financiamento. Na maior parte dos casos essa solicitação é resolvida aumentando o prazo de pagamento, o que acaba baixando o valor de amortização em cada parcela, mas ao final do parcelamento você paga um montante de juros maior, já que na tabela SAC o juro é calculado todos os meses sobre o saldo devedor.

Como quitar financiamento imobiliário do Banco do Brasil?

Para quitar o financiamento com todos os bancos, incluindo o Banco do Brasil,  você deve pagar todos os boletos dentro do período estipulado em contrato. Se você preferir pagar toda a sua dívida antecipadamente, você deve entrar em contato por telefone ou indo até a agência com o seu banco, e solicitar um boleto de pagamento no valor total restante.

Financiamento imobiliário com o Bradesco

Banco Bradesco

O Bradesco é um banco de capital aberto fundado em Marília, São Paulo, em 1943, e em 1968 foi o primeiro no Brasil a adotar o uso de cartão de crédito. 

Nos dias atuais, é um dos maiores bancos da América Latina, e está entre o top 30 maiores bancos a nível mundial com a movimentação de R$ 5,974 bilhões somente no segundo trimestre de 2021.  O Bradesco é um dos principais bancos que disponibilizam financiamentos imobiliários em território nacional.

A instituição oferece boas oportunidades de aprovação de crédito imobiliário para os profissionais liberais ou empresários, aqueles que possuem maior dificuldade na comprovação da renda. Isso acontece pois o banco possui um processo de avaliação de crédito mais humanizado e personalizado, que pode variar de região para região e até mesmo entre agências. 

Na prática, o banco solicita outros tipos de documentos menos comuns no momento de análise de crédito, como carteira da OAB, CRO, CREA, caso você tenha um negócio, o site do seu estabelecimento próprio, bem como página de redes sociais, que podem facilitar o reconhecimento da fonte de renda de cada pessoa que solicita aprovação de crédito imobiliário.

Entretanto, essa humanização também culmina em um processo mais lento para aprovação de crédito. Mesmo assim, o Bradesco costuma tomar, até a assinatura do contrato de financiamento, em média 40 dias, não muito diferente dos outros bancos. 

Assim como em todos os bancos, no Bradesco você precisa ter uma conta corrente aberta em seu nome para movimentação do financiamento. Além disso, muitas agências solicitam que você adquira outros produtos como seguro, cartão de crédito ou capitalização, mas a regra varia entre cada filial.

Importante:  Fique atento aos produtos adicionais que são exigidos em cada banco. Verifique cuidadosamente o contrato, pois lá você poderá encontrar todas as condições  para obter as melhores condições de juros e prazo. Caso você não adquira os produtos solicitados em contrato, existe o risco de a taxa de juros cobrada aumentar sem aviso prévio.

Conheça algumas das perguntas mais frequentes sobre o Financiamento imobiliário com o Bradesco:

Quanto tempo demora para aprovar um financiamento no Bradesco?

O período estipulado pelo Bradesco é de no máximo 90 dias. Na prática, a média do prazo do processo de financiamento bancário pelo Bradesco, e também os outros bancos citados aqui, até a assinatura do contrato, demora de 40 a 45 dias.

Como abater FGTS no financiamento imobiliário do Bradesco?

Existem 3 maneiras principais de usar o FGTS no seu financiamento imobiliário em qualquer um dos bancos: pagamento na entrada, amortização da dívida ou diminuição do valor das parcelas. Para saber as regras de cada uma das opções acesse nosso conteúdo sobre FGTS na compra de imóvel.

Financiamento imobiliário com o Santander

banco Santander

O Banco Santander foi fundado em 1857 na Espanha e hoje está presente em diversos países pelo mundo. No Brasil, o Santander representa o quarto maior banco com R$ 4,103 bilhões movimentados apenas no segundo trimestre de 2021. Ele também integra a lista dos maiores bancos responsáveis por financiamentos imobiliários no Brasil dos últimos dias atuais.

Caso você queira financiar seu imóvel com o Santander, saiba que esse banco é uma pedida para aqueles que trabalham em regime CLT, ou seja, que possuem carteira assinada. Isso porque normalmente, os documentos oficiais são mais facilmente aceitos no processo de comprovação de renda, encurtando o período do seu pedido de financiamento.

Caso você trabalhe informalmente ou seja empresário, o processo costuma ser mais demorado já que o Santander adota um regime de trabalho que mescla a avaliação de crédito manual com a computadorizada, principalmente nos casos mais difíceis da comprovação de renda.

Para os que necessitam de maiores prazos, o Santander oferece opções de financiamento até 35 anos, ampliando o limite de crédito disponibilizado mesmo com rendas inferiores.

Outra vantagem que o Santander oferece é um portal online que permite o acompanhamento do seu pedido de financiamento imobiliário, facilitando a sua participação durante essa jornada. O banco também permite que você simule um financiamento imobiliário em seu site.

O banco Santander, assim como os restantes, oferece algumas condições em troca de melhores opções de taxas e prazos para o comprador. Além de possuir uma conta corrente aberta, o banco também exige que você receba o salário mensalmente na instituição, mantenha mês a mês o saldo mínimo de R$1.000 na poupança Santander e ainda possua mais um produto do banco, dentre eles: 

  • Cartão de Crédito Santander, sendo necessário realizar uma nova compra de qualquer valor na função crédito em cada fatura mensal; 
  • Seguro de Vida; 
  • Seguro Residencial; 
  • Seguro de Acidentes Pessoais.

Conheça algumas das perguntas mais frequentes sobre o Financiamento imobiliário com o Santander:

Como amortizar financiamento imobiliário no Santander ?

Para amortizar, quitar ou finalizar seu financiamento pelo Santander ou por qualquer outro banco, entre em contato por telefone ou vá até uma agência e solicite um boleto de pagamento no valor restante que ainda está em débito.

Como adiantar parcelas de financiamento Santander?

Da mesma maneira que para quitar o valor total do imóvel, você deve ligar para a central bancária ou ir até a sua agência e solicitar o boleto de pagamento do valor desejado.

Financiamento imobiliário com o Itaú

Banco Itaú

O Itaú Unibanco S.A. foi criado em 2008 pela fusão entre Unibanco e Itaú e atualmente é o maior banco privado do país, com R$7,56 bilhões movimentados apenas no segundo trimestre de 2021. Como todos os grandes bancos no Brasil, o Itaú disponibiliza crédito imobiliário com juros competitivos no mercado. 

Atualmente o banco Itaú oferece o processo mais rápido de aprovação de crédito imobiliário do mercado. Isso porque, todo seu processo é feito de forma automatizada, representando uma vantagem para aqueles que estão no regime CLT de trabalho e por isso possuem documentos oficiais para comprovação de renda e profissão, os mais fáceis de serem auditados pelos bancos. Para os empresários ou quem trabalha de maneira informal, a primeira etapa pode ser mais complicada no Itaú.

Além disso, o banco não exige reciprocidade dos clientes de financiamento. Na prática isso significa que para as melhores taxas de juros e prazos no financiamento você só precisa ter uma conta corrente aberta para realizar os pagamentos do próprio financiamento, diferentemente dos outros bancos, que exigem a aquisição de diversos produtos, além da portabilidade do salário.

Para simular o crédito imobiliário com Itaú, cliquei aqui.

Caso você já tenha solicitado o financiamento, você pode acompanhar sua proposta de financiamento imobiliário com o Itaú aqui.

Conheça algumas das perguntas mais frequentes sobre o Financiamento imobiliário com o Itaú:

Quanto tempo demora para sair um financiamento pelo Itaú?

O prazo oficial do Itaú é de 90 dias. Na prática o banco demora, em média, 40 dias para a finalização do processo de financiamento imobiliário.

Como adiantar parcelas financiamento Itaú ?

Para adiantar algumas parcelas do seu financiamento imobiliário, no banco Itaú ou em qualquer outro, é necessário entrar em contato com o banco usando o número de contato da central, ou indo até a agência, e solicitando o boleto no valor desejado. Lembrando que o pagamento por boleto bancário é a única opção viabilizado por todos os bancos atualmente.

Como funciona o Personnalité do Itaú?

O Personnalité consiste em um serviço mais personalizado de agências do banco Itaú para aqueles que recebem acima de R$10 mil reais de renda mensal. No caso do financiamento imobiliário no Itaú, é indiferente se você é cliente Personnalité ou não.

Afinal, qual melhor banco para financiamento imobiliário?

Você deve considerar primeiramente as chances de aprovação de crédito para definir qual é o melhor banco para o seu financiamento. Na primeira etapa do financiamento imobiliário, onde há a aprovação de crédito, um fator central é a sua comprovação de renda e profissão e o tempo que dispõe para que o processo ocorra. Por isso acompanhe aqui o nosso resumo.

  • Se você trabalha informalmente, é empresário, ou possui maiores dificuldades na aprovação de renda, a melhor pedida é o Bradesco.
  • Se você tem pressa para aprovar um financiamento, quer praticidade e possui carteira assinada no regime CLT, o banco mais indicado é o Itaú.
  • Se você utiliza possui conta corrente de uso frequente com a Caixa Econômica, muito provavelmente eles poderão te oferecer melhores condições.
  • Se você é servidor público e utiliza a conta corrente com o Banco do Brasil, verifique as condições especiais que o banco vai te ofertar.
  • Se você trabalha no regime CLT e quer um prazo maior de financiamento, a indicação é o banco Santander.

Vai financiar seu imóvel próprio?

Esse processo pode ser complicado e extenso, mas não será se você tiver o auxílio de pessoas especialistas no assunto.

Ou se preferir, converse com nossos especialistas pelo WhatsApp.