Escute o conteúdo por áudio:

Uma das etapas mais importantes para quem está na busca do imóvel dos sonhos é garantir a aprovação do financiamento imobiliário. Esse tipo de crédito é um dos maiores aliados dos brasileiros na hora de comprar imóveis. Segundo o levantamento anual realizado pela ABECIP- Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança em 2020, mais de 300 mil unidades foram adquiridas através de financiamento imobiliário.

Mesmo com a popularidade dessa modalidade de crédito, a aprovação do financiamento imobiliário pode ser um processo burocrático e complexo, já que os critérios para aprovação pelos bancos concedentes tendem a ser bastante restritivos – especialmente no caso de pessoas que possuem renda informal ou histórico de crédito com algum tipo de restrição.

Para te ajudar nessa busca, separamos 5 dicas fundamentais para você evitar os obstáculos mais comuns e conseguir seu financiamento imobiliário sem traumas. Nesse artigo você vai ver:

1. Comece a buscar seu financiamento imobiliário cedo

Essa é a primeira e principal dica. Diferente do que a maioria das pessoas imagina, não é preciso escolher o imóvel para fazer a aprovação do crédito. Na maioria das vezes, o comprador de imóveis acaba deixando para se preocupar com o financiamento somente depois de ter o imóvel escolhido e a proposta aprovada pelo vendedor. Isso geralmente ocorre por falta de orientação dos profissionais envolvidos na venda do imóvel. A realidade é que esse é o pior momento para quem busca o financiamento imobiliário, por um simples motivo: tempo. Se houver qualquer ajuste necessário na documentação, isso pode atrasar o processo e o vendedor não costuma ter paciência para aguardar essa liberação.

Ou seja, assim que você decidir que chegou o momento de comprar um imóvel, você já pode dar início a aprovação do crédito – em paralelo com as primeiras visitas. Na maioria dos bancos, a aprovação tem validade de 6 meses, tempo suficiente para escolher o imóvel ideal para suas necessidades. Agora você pode estar se perguntando: mas e se eu decidir não comprar naquele momento? Mesmo nesses casos, você não sai perdendo por isso, e pode tomar sua decisão com tranquilidade quando estiver pronto!

Outro fator que favorece aqueles que iniciam a aprovação do financiamento imobiliário o mais cedo possível, é o poder da carta de aprovação de crédito na hora da negociação do imóvel. Esse documento representa diretamente poder de compra, então ter ele em mãos desde o início da busca, é a melhor forma de pressionar pelo melhor preço e mostrar que você tem o dinheiro disponível é está realmente disposto a comprar!

Ciclo de compra com financiamento imobiliário
Ciclo de compra com financiamento imobiliário

2. Limpe as pendências

Muitos clientes enfrentam problemas por ter restrições, como protestos e cadastros negativados, que nem sabem ou são de fácil resolução. Como é certo que nenhum banco vai liberar crédito se você tiver uma restrição, o primeiro passo, antes de entrar com o pedido de aprovação de crédito, é verificar se há alguma restrição em seu nome e tentar regularizar a situação. Se você não souber como fazer essa verificação diretamente, o correspondente bancário de sua confiança é a pessoa certa para ajudar.

3. Organize a comprovação de renda

Todos os financiamentos bancários passam pela análise da renda comprovada. Caso sua renda seja formal, em folha de pagamento, essa comprovação é muito simples. Caso seja uma renda informal, o processo é um pouco mais complexo. Você pode ter que apresentar movimentação bancária, documentos de pessoa jurídica, se houver, e outros tipos de comprovação de renda informal. Nesse caso, recomendamos o suporte do correspondente bancário e contador.

4. Entenda a matemática da aprovação de crédito

Para que você seja assertivo na hora de buscar o financiamento imobiliário ideal para a aquisição do imóvel dos seus sonhos, é necessário que você entenda as condições de financiamento oferecidas no mercado. O valor da parcela mensal não pode passar de 30% da sua renda bruta comprovada. Caso você tenha algum outro financiamento ou empréstimo, a parcela será deduzida.

Veja esse exemplo aqui para entender melhor:

Renda bruta R$ 10.000

Limite de valor total de parcelas R$ 3.000

Parcelas outros empréstimos R$ 500

Limite de parcela nova: R$ 2.500

Nesse exemplo, para um financiamento em 30 anos, com uma taxa de juros total de 7,5% ao ano e entrada de 20% (R$ 70.000), essa parcela de R$ 2.500 possibilita financiar um imóvel de R$ 350.000 

5. Procure um especialista

Como o processo de aprovação é cheio de detalhes e formalidades, é fundamental ter um profissional capacitado para lhe dar suporte. As alternativas são:

(1) O gerente do seu banco – pode ser complicado já que ele oferecerá somente os serviços da própria instituição;
(2) Um correspondente bancário – que geralmente é o profissional mais indicado porque ele vai verificar com todos os bancos qual a melhor alternativa para você.

De qualquer forma, o principal é que seja um profissional de sua confiança, já que ele será responsável por garantir o melhor negócio para você! 

Com um time de especialistas em imóveis, a imobles vai te ajudar a encontrar o imóvel dos seus sonhos e te auxiliar ao longo de todo o processo de aquisição!